O que nos difere de uma criança?

11 outubro 2016


Esses dias atrás estava em uma conferência em uma cidade vizinha a minha, onde a Banda Morada estava ministrando. O Brunão (vocalista) estava comentando sobre uma vez que ele e um grupo de pessoas estavam falando sobre a passagem de Mateus 19:14, que diz: Mas Jesus lhes ordenou: “Deixai vir a mim as crianças, não as impeçais, pois o Reino dos céus pertence aos que se tornam semelhantes a elas”; e começaram a discutir sobre as atitudes que nós adultos temos que nos diferem das crianças. Uns falaram sobre pureza, outros sobre alegria, mas uma chamou atenção: a intimidade.

Não sei você, mas eu quando era criança orava todos os dias pra  Deus. Naquela época eu não tinha tanto discernimento como hoje, mas falar com o pai era necessário quando eu era criança. E ao longo do tempo eu perdi isso, e hoje, ainda luto pra ter de volta. Muitos quando eram crianças faziam cabanas de lençol, amarrada na cama, na cadeira e no que mais fosse necessário para fazer de lá o seu esconderijo. Qual é o seu esconderijo hoje em dia? Em Deus? Em pessoas? Ou em nada e ninguém?
Deus está pronto pra nos abençoar, e ele sempre estará. Mas o que ele mais deseja conosco é intimidade. Relacionamento. Diálogo. Tanto de você pra ele como D'Ele pra você.

O Brunão fez uma música sobre tudo isso. Se chama puro e simples. Você pode ouvi-la aqui. Tem também a versão do Alexandre Magnani, que você pode ouvir no Spotfy. Mas a minha favorita é a do Morada. 
Gostaria de deixar também um vídeo de uma menina super fofa chamada Roberta Vicente. Fala sobre intimidade com Deus, espero que te edifique.


Eu não sou lá a pessoa mais recomendada pra isso, mas o que vocês acham de uma série de textos sobre intimidade e relacionamento profundo com Deus? 

Obrigada pelo acesso! Que Deus te abençoe! 


Um comentário:

Tecnologia do Blogger.